O sujeito é a palavra que comanda o verbo, já o objeto direto é um complemento do verbo transitivo. Para não confundi-los, use a dica:

 

  • Encontre o verbo e ache o sujeito.
  • Após encontrar o sujeito, encontre o objeto.

 

Para isso, sempre faça duas perguntas:

 

  • O quê + Verbo? – Primeira pergunta para o sujeito
  • Verbo + o quê? – Segunda pergunta para o objeto

 

  1. Tudo cura o tempo. = sujeito (o tempo) + objeto (tudo)
  2. Chegaram os livros. = sujeito (os livros)
  3. Vende-se casa aqui. = sujeito (casa)

 

O que cura? Essa primeira pergunta é para encontrar o objeto direto na frase. Note que a resposta é “o tempo”. Muitos estudantes diriam que “o tempo” seria objeto direto. Percebeu a importância de tentar encontrar o sujeito primeiramente? O que chegou? A resposta: “os livros”, cuja função é de sujeito, e não de objeto direto. Além disso, o sujeito comanda o verbo, podendo flexioná-lo, já o objeto apenas completa o verbo. Vamos a mais uma pergunta: O que se vende? A resposta é “casa”, que também é o sujeito do verbo “vender”.

 

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas de um povo heroico o brado retumbante…

Quem ouviu? = as margens plácidas (Sujeito)

Ouviu o quê? = o brado retumbante (Objeto direto)

Dicas e Macetes De Português!

Baixe o E-book Contendo Dicas de Português!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!