PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDUCAÇÃO BÁSICA

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO / SC

Segundo Professor de Turma (Habilitado/Não Habilitado)

ATENÇÃO: Ainda não concordo que a Questão 14 seja a letra E, veja minhas explicações abaixo.

gabarito definitivo segundo professor sed sc 2020

Gabarito Definitivo Segundo Professor SED SC 2020 Fonte: https://concursos.objetivas.com.br/uploads/361/concursos/1929/anexos/bf218d791203c8c9709041ff72bcfc69.pdf

 

CONHECIMENTOS GERAIS (10 questões, sendo 3 pontos por questão. Total 30 pontos)

Nível de formação de professores faz diferença no desempenho dos alunos?

Se você conhece a evidência científica sobre o tema, poderá antecipar a resposta: as evidências dizem que o nível formal de titulação dos professores não impacta o desempenho dos alunos.

De fato, esta figura mostra que tanto os cursos de aperfeiçoamento  quanto os de mestrado e doutorado não fazem diferença no desempenho dos alunos. E isso vale tanto para os alunos do 5º quanto do 9º ano. O tamanho da diferença é muito pequeno – praticamente desprezível.

No entanto, na maioria dos planos de cargos e salários, a obtenção desses títulos leva a aumento salarial, tornando o sistema, portanto, mais caro e mais ineficiente.

Mas por que esses cursos não surtem efeito? Há várias hipóteses. Uma delas é a da irrelevância. Por exemplo, é possível que muitos dos conteúdos dos cursos de especialização se refiram mais a teorias genéricas do que à aquisição de instrumentos práticos para usar em sala de aula.

https://veja.abril.com.br… – adaptado.

1. No trecho “Se você conhece a evidência científica sobre o tema, poderá antecipar a resposta” (primeiro parágrafo), a oração sublinhada expressa ideia de:

a) Adversidade.

b) Condição.

c) Finalidade.

d) Conclusão.

e) Proporcionalidade.

Gabarito definitivo B. 

Condição é aquilo que se impõe como necessário para a realização ou não de um fato. As orações subordinadas adverbiais condicionais exprimem o que deve ou não ocorrer para que se realize ou deixe de se realizar o fato expresso na oração principal.

Principal conjunção subordinativa condicional: SE
Outras conjunções condicionais: caso, contanto que, desde que, salvo se, exceto se, a não ser que, a menos que, sem que, uma vez que (seguida de verbo no subjuntivo).

Exemplos:

Se o regulamento do campeonato for bem elaborado, certamente o melhor time será campeão.
Uma vez que todos aceitem a proposta, assinaremos o contrato.
Caso você se case, convide-me para a festa.
Não saia sem que eu permita.
Conhecendo os alunos (= Se conhecesse os alunos), o professor não os teria punido. (Oração Reduzida de Gerúndio)

Fonte: https://www.soportugues.com.br/secoes/sint/sint41.php

 

2. De acordo com o texto, marcar C para as afirmativas Certas, E para as Erradas e, após, assinalar a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

(   ) Obter títulos como de mestrado ou doutorado gera um aumento salarial, o que contribui para a motivação dos professores e, consequentemente, para a eficácia do sistema.

(   ) Uma das hipóteses para a causa da falta de efeito dos cursos de especialização é a possível pouca aquisição de instrumentos práticos para usar em sala de aula.

(   ) O desempenho dos alunos e o nível formal de titulação dos professores são dependentes.

a) E – E – E.

b) C – C – E.

c) C – E – C.

d) E – C – E.

e) E – C – C.

Gabarito definitivo ANULADA. Mas na minha opinião o gabarito é a letra D mesmo. Não entendo o motivo de terem anulado. O que você acha? Deixa nos comentários sua opinião.

Obter títulos como de mestrado ou doutorado gera um aumento salarial, o que contribui para INEFICÁCIA do sistema (tornando o sistema, portanto, mais caro e mais ineficiente).

Uma das hipóteses para a causa da falta de efeito dos cursos de especialização é a possível pouca aquisição de instrumentos práticos para usar em sala de aula.

O desempenho dos alunos e o nível formal de titulação dos professores são INDEPENDENTES segundo o texto.

 

3. Considerando-se o uso dos porquês, assinalar a alternativa INCORRETA:

a) Não sou mãe porque não quero.

b) Eu sei por que não quero ser mãe.

c) Por que ela não quer ser mãe?

d) Sei os motivos porquê não quero ser mãe.

e) Entendo o porquê de ser mãe.

Gabarito definitivo D. 

  • Perguntas = por que.
  • Respostas = porque.
  • Perguntas no fim das frases = por quê.
  • Substantivo = (o) porquê. Grafado junto e com acento circunflexo significa “motivo” ou “razão”. Aparece nas sentenças precedido de artigo, pronome, adjetivo ou numeral com objetivo de explicar o motivo dentro da frase.

Fonte: https://www.todamateria.com.br/uso-do-por-que-porque-por-que-e-porque

 

4. Quanto à regência e ao uso ou não do acento grave, assinalar a alternativa CORRETA:

a) Falo aquilo que quero àqueles que estão perto.

b) Vejo a criança à quem me refiro.

c) Os encontros ocorrem de segunda à sexta.

d) Dou à você o que te pertence.

e) Esse andar é acessível à todos.

Gabarito definitivo A. 

Ocorrerá crase na correlação “de (alguma coisa) a (alguma coisa)” somente quando a preposição de aparecer combinada com artigo. Assim:

Estudei em colégio público da quinta à oitava série.

São duas horas de viagem da minha casa à igreja.

Nas duas frases, o de aparece combinado com o artigo a (de +a = da).

Em “De segunda a sexta-feira” não existe essa combinação. Portanto, a crase não ocorre.

Fonte: https://portugues.dicaseexercicios.com.br/de-segunda-a-sexta-feira-ou-a-sexta-feira-sem-crase

 

Haverá crase sempre que o termo regente exigir a preposição “a”. Por exemplo:

REFIRO-ME A (preposição) AQUELE (pronome) ATENTADO.
REFIRO-ME ÀQUELE ATENTADO.

Fonte: https://www.soportugues.com.br/secoes/sint/sint79_2.php

 

5. Tendo em vista a felxão nominal, assinalar a alternativa CORRETA:

a) Couve-flores.

b) Grãos-mestres.

c) Salvos-conduto.

d) Bates-bocas.

e) Abaixo-assinados.

Gabarito definitivo E. 

O plural de abaixo-assinado é abaixo-assinados.

Já redigi o abaixo-assinado.
Já redigi os abaixo-assinados.

Fonte: https://duvidas.dicio.com.br/plural-de-abaixo-assinado

 

6. Quanto à ortografia, assinalar a alternativa em que todas as palavras estão grafadas CORRETAMENTE:

a) Chistoso – suspensão – vicissitude.

b) Ígnio – quimera – capichar.

c) Xingar – tijela – assunção.

d) Compreenção – traseira – ansioso.

e) Beneficente – reiterar – concistente.

Gabarito definitivo A. 

 

7. Segundo a Lei nº 9.394/1996 – LDB, assinalar a alternativa CORRETA:

a) A escola poderá reclassificar os alunos, exceto quano se tratar de transferência entre estabelecimentos situados no País e no exterior.

b) Os sistemas de ensino assegurarão às unidades escolares públicas de Educação Básica que os integram progressivos graus de autonomia pedagógica e administrativa e de gestão financeira, observadas as normas gerais de direito financeiro público.

c) A União organizará os sistemas de ensino dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios sem a colaboração destes, que adotarão um único modelo de ensino.

d) A educação Básica tem por finalidades desenvolver o educanco, assegurar-lhe a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e garantir-lhe sua colocação no mercado de trabalho e em estudos posteriores.

e) A carga horária mínima anual, para o Ensino Fundamental, será de oitocentas horas, distribuídas por um mínimo de duzentos dias de efetivo trabalho escolar, incluído o tempo reservado aos exames finais, quando houver.

Gabarito definitivo B. 

Art. 15. Os sistemas de ensino assegurarão às unidades escolares públicas de educação básica que os integram progressivos graus de autonomia pedagógica e administrativa e de gestão financeira, observadas as normas gerais de direito financeiro público.

Fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

 

8. Segundo a Proposta Curricular de Santa Catarina: formação integral na Educação Básica, a avaliação educacional é um dos elementos fundamentais no percurso formativo. Considerando-se a avaliação, analisar os itens abaixo:

I. Como processo, a avaliação é uma atividade isolada e de curta duração, uma vez que a compreensão de seus aspectos e resultados não demanda outras iniciativas que extrapolam a própria avaliação.

II. Apresenta-se como ponto de apoio à proposta curricular, refletida no Projeto Político Pedagógico.

III. Deve ficar restrita à produção de uma síntese avaliativa individual, por disciplina, componente curricular ou por área, focada exclusivamente no desempenho do sujeito.

IV. A avaliação deve servir como um instrumento de inclusão e não de classificação e/ou exclusão. Deve ser um indicador das estratégias pedagógicas e das escolhas metodológicas do professor e não do nível de desenvolvimento do estudante.

Está(ão) CORRETO(S):

a) Nenhum dos itens.

b) Somente o item II.

c) Somente o item IV.

d) Somente os itens I e III.

e) Somente os itens II e IV.

Gabarito definitivo B. 

Não deve, portanto, ficar restrita à produção de uma síntese avaliativa individual, por disciplina, componente curricular ou por área, focada exclusivamente no desempenho individual do sujeito. Apresenta-se como ponto de apoio à proposta curricular, refletida no Projeto Político Pedagógico.

A avaliação deve servir como um instrumento de inclusão e não de classificação e/ou exclusão. Deve ser um indicador não apenas do nível de desenvolvimento do estudante, como também das estratégias pedagógicas e das escolhas metodológicas do professor.

Não é uma atividade isolada ou de curta duração, uma vez que a compreensão de seus aspectos e resultados pode demandar outras iniciativas que extrapolam a própria avaliação.

Fonte: https://nela.cce.ufsc.br/files/2014/12/Proposta_Curricular-de-Santa-Catarina.pdf

 

9. Segundo o Parecer CNE/CEB nº 7/2010, as bases que dão sustentação ao projeto nacional de educação responsabilizam o poder público, a família, a sociedade e a escola pela garantia a todos os estudantes de um ensino ministrado com base nos seguintes princípios, entre outros:

I. Respeito à liberdade e aos direitos.

II. Pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas.

III. Igualdade de condições para o acesso, inclusão, permanência e sucesso na escola.

IV. Gestão democrática do ensino público, na forma da legislação e normas dos sistemas de ensino.

a) Somente os itens I e II.

b) Somente os itens I e III.

c) Somente os itens II, III e IV.

d) Todos os itens.

e) Nenhum dos itens.

Gabarito definitivo D. 

Art. 4º As bases que dão sustentação ao projeto nacional de educação responsabilizam o poder público, a família, a sociedade e a escola pela garantia a todos os educandos de um ensino ministrado de acordo com os princípios de:
I – igualdade de condições para o acesso, inclusão, permanência e sucesso na escola;
II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber;
III – pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas;
IV – respeito à liberdade e aos direitos;
V – coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
VI – gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;
VII – valorização do profissional da educação escolar;
VIII – gestão democrática do ensino público, na forma da legislação e das normas dos respectivos sistemas de ensino;
IX – garantia de padrão de qualidade;
X – valorização da experiência extraescolar;
XI – vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.

Fonte: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_10.pdf

 

10. Segundo o Programa Estadual Novas Oportunidades de Aprendizagem na Educação Básica – PENOA, no que se refere às competências e responsabilidades dos professores, analisar a sentença abaixo:

Elaborar e organizar o Programa Estadual Novas Oportunidades de Aprendizagem, a ser cumprido por todas as escolas (1ª parte). Elaborar diagnóstico de cada aluno eletivo ao PENOA, tendo por base a Proposta Curricular de Santa Catarina e o Currículo do Território Catarinense (após aprovação pelo CEE) (2ª parte). Encaminhar à direação/coordenação do PENOA relatório trimestral avaliativo dos alunos (3ª parte).

A sentença está:

a) Totalmente correta.

b) Correta somente em sua 1ª parte.

c) Correta somente em sua 2ª parte.

d) Correta somente em suas 2ª e 3ª partes.

e) Correta somente em suas 1ª e 3ª partes.

Gabarito definitivo C.

4.4 PROFESSORES

a) Elaborar diagnóstico de cada aluno eletivo ao PENOA, tendo por base a Proposta Curricular de Santa Catarina e o Currículo do Território Catarinense (apósaprovação pelo CEE). Esse diagnóstico deve estar pautado nos seguintes itens:

Quantos dominam a escrita? Quantos leem e escrevem? Quantos dominam oscálculos?,

b) participar dos conselhos de classe da escola,

c) acatar as orientações e os trabalhos pedagógicos, emanados do órgãocentral/GERED,

d) participar dos encontros pedagógicos de estudos e avaliação convocadospela escola/GERED,

e) realizar planejamento semanal,

f) produzir materiais didáticos específicos,

g) encaminhar à direção/coordenação do PENOA relatório bimestral avaliativo dos alunos

h) apresentar uma experiência exitosa, anualmente, referente ao PENOA, para possível publicação pela SED.

Fonte: http://www.sed.sc.gov.br/documentos/ensino-89/documentos-230/8166-projeto-penoa-corrigido-14-05-19

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (10 questões, sendo 6 pontos por questão. Total 60 pontos)

11. Em conformidade com a Política Nacional de Educação Especial, quanto aos marcos históricos e normativos, numerar a 2ª coluna de acordo com a 1ª e, após, assinalar a alternativa CORRETA:

(1) Decreto nº 5.626/2005.

(2) Lei nº 12.764/2012.

(3) Portaria MEC nº 2.678/2002.

(   ) Aprova as diretrizes e normas para o uso, o ensino, a produção e a difusão do sistema Braile em todas as modalidades de ensino, compreendendo o projeto da Grafia Braille para a Língua Portuguesa e a recomendação para o seu uso em todo o território nacional.

(   ) Regulamenta a Lei nº 10.436/2002, visando o acesso à escola aos estudantes surdos, dispõe sobre a inclusão da Libras como disciplina curricular, a formação e a certificação de professor de Libras, instrutor e tradutor/intérprete de Libras, o ensino da Língua Portuguesa como segunda língua par aestudantes surdos e a organização da educação bilíngue no ensino regular.

(   ) Cria a política nacional de proteção dos direitos da pessoa com transtorno do espectro autista.

a) 2 – 1 – 3.

b) 2 – 3 – 1.

c) 1 – 3 – 2.

d) 3 – 1 – 2.

e) 3 – 2 – 1.

Gabarito definitivo ANULADA. Mas na minha opinião o gabarito é a letra D mesmo. Não entendo o motivo de terem anulado. O que você acha? Deixa nos comentários sua opinião.

 

DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000.

LEI Nº 12.764, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012. Institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista; e altera o § 3º do art. 98 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990

Portaria MEC nº 2678, de 24 de setembro de 2002. Aprova o projeto da Grafia Braille para a Língua Portuguesa e recomenda o seu uso em todo o território nacional.

 

12. Em conformidade com a Política Nacional de Educação Especial, marcar C para as afirmativas Certas, E para as Erradas e, após, assinalar a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

(   ) Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental ou sensorial que, em interação com diversas barreiras, podem ter restringida sua participação plena e efetiva na escola e na sociedade.

(   ) Os estudantes com transtornos globais do desenvolvimento são aqueles que apresentam alterações qualitativas das interações sociais recíprocas e na comunicação, um repertório de interesses e atividades restrito, estereotipado e repetitivo.

(   ) Estudantes com altas habilidades/superdotação são aqueles que demonstram somente potencial elevado nas ciências exatas, além de apresentarem grande dificuldade nas interações sociais.

a) C – C – E.

b) E – C – E.

c) E – E – C.

d) C – E – C.

e) C – E – E.

Gabarito definitivo A. 

A partir dessa conceituação, considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental ou sensorial que, em interação com diversas barreiras, podem ter restringida sua participação plena e efetiva na escola e na sociedade. Os estudantes com transtornos globais do desenvolvimento são aqueles que apresentam alterações qualitativas das interações sociais recíprocas e na comunicação, um repertório de interesses e atividades restrito, estereotipado e repetitivo. Incluem-se nesse grupo estudantes com autismo, síndromes do espectro do autismo e psicose infantil. Estudantes com altas habilidades/superdotação demonstram potencial elevado em qualquer uma das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes, além de apresentar grande criatividade, envolvimento na
aprendizagem e realização de tarefas em áreas de seu interesse.

Fonte: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16690-politica-nacional-de-educacao-especial-na-perspectiva-da-educacao-inclusiva-05122014&Itemid=30192

 

13. Segundo a Política de Educação Especial de Santa Catarina, são atribuições do segundo professor de turma:

a) Ministrar aulas nas eventuais faltas dos professores regentes.

b) Realizar atendimentos individualizados ou fora do espaço da turma do ensino regular, de modo a atuar na perspectiva da Educação Inclusiva.

c) Cumprir a carga horária de trabalho, na eventual ausência de alunos com deficiência, assumindo funções de professor de reforço ou de orientação escolar.

d) Tomar conhecimento antecipado do planejamento do professor regente para organizar ou propor adequações curriculares e procedimentos metodológicos diferenciados, para as atividades propostas.

e) Assumir integralmente todos os estudantes da Educação Especial, formando turmas homogêneas, de acordo com as necessidades educacionais especiais do grupo.

Gabarito definitivo D. 

Compete ao Segundo Professor de Turma

Tomar conhecimento antecipado do planejamento do(s) professor(es) regente(s) para organizar e ou propor adequações curriculares e procedimentos metodológicos diferenciados, para as atividades pedagógicas planejadas pelo(s) professor(es) regente(s).
Participar do conselho de classe.
Participar com o(s) professor(es) regente(s) das orientações (assessorias) prestadas pelo professor do atendimento educacional especializado e pelos profissionais que atuam no atendimento especializado de caráter reabilitatório e ou habilitatório.
Cumprir a carga horária de trabalho, permanecendo e participando em sala de aula, mesmo na eventual ausência de aluno(s) com deficiência.
Participar de capacitações na área de educação.
Auxiliar o(s) professor(es) regente(s) no processo de aprendizagem de todos os alunos.
Auxiliar o(s) professor(es) regente(s) em todas as disciplinas e nas atividades extraclasses promovidas pela escola.
Participar da elaboração e avaliação do Projeto Político Pedagógico da escola.
Elaborar e inserir o relatório pedagógico descritivo do(s) aluno(s) no devido campo do “Professor On-line”.
— O segundo professor de turma não pode assumir integralmente os alunos da educação especial, sendo a escola responsável por todos, nos diferentes contextos educacionais. Cabe a ele também, como aos outros profissionais da escola, atuar no recreio dirigido, troca de fraldas, alimentação, uso do banheiro, segurança, mobilidade, etc.
— O segundo professor de turma não pode ser responsável por ministrar aulas na(s) eventual(ais) falta(s) do(s) professor(es) regente(s).
— O segundo professor de turma não pode assumir ou ser designado para outra função na escola que não seja aquela para a qual foi contratado, mesmo na eventual ausência dos alunos.
— O segundo professor de turma deve atuar na perspectiva da educação inclusiva evitando atendimento(s) individualizado(s) ou fora do espaço da turma do ensino regular.
— Nenhum aluno deve ser dispensado na eventual ausência do segundo professor de turma, devendo a escola se organizar para melhor atender as necessidades específicas desse(s) aluno(s).

Fonte: http://www.sed.sc.gov.br/component/content/article/2-uncategorised/28310-atribuicoes-dos-professores-de-educacao-especial?Itemid=101

 

14. Conforme a Política Nacional de Educação Especial, sobre a Lei nº 9.394/1996 – LDB, em relação à educação especial, analisar os itens abaixo:

I. Preconiza que os sistemas de ensino devem assegurar aos estudantes currículo, métodos, recursos e organização específicos para atender às suas necessidades.

II. Assegura a terminalidade específica àqueles que não atingiram o nível exigido para a conslusão do Ensino Fundamental, em virtude de suas deficiências.

III. Assegura a aceleração de estudos aos superdotados para conclusão do programa escolar.

IV. Define oportunidades educacionais apropriadas, interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos e exames.

Estão CORRETOS:

a) Somente os itens I e III.

b) Somente os itens II e IV.

c) Somente os itens I, II e III.

d) Somente os itens II, III e IV.

e) Todos os itens.

Gabarito definitivo E. Mas na minha opinião o gabarito é a letra C. O que você acha? Deixa nos comentários sua opinião. Eu pedi recurso pra essa questão e a resposta que me deram não foi suficente ao meu ver:

PARECER DA BANCA EXAMINADORA
Tendo em vista o recurso interposto, manifesta-se a Banca Examinadora conforme segue:Preliminarmente, é importante destacar que o conteúdo da presente questão está contemplado no edital do certame no tópico “Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva”, sendo que a questão foi elaborada com base na obra: MEC. Ministério de Educação e Cultura – Política Nacional de Educação Especial. Brasília, SEESP, 2008.O candidato que interpôs recurso argumenta que “(…) por ter deixado as assertivas incompletas e por ter saído do enunciado da questão onde cobrava sobre a Educação especial e trouxe uma assertiva referente a Educação de Jovens e Adultos, solicito que a questão seja anulada”. A banca é de parecer contrário ao candidato, pois Educação Especial, segundo a Lei nº 9.394/96, “tem início na educação infantil e estende-se ao longo da vida”. Portanto o artigo 37 que o candidato refere-se acima deve ser aplicado a todos os alunos, e não somente ao público da Educação de Jovens e Adultos. De acordo com a obra referida acima, têm-se que: A atual Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei nº 9.394/96, no artigo 59, preconiza que os sistemas de ensino devem assegurar aos alunos currículo, métodos, recursos e organização específicos para atender às suas necessidades; assegura a terminalidade específica àqueles que não atingiram o nível exigido para a conclusão do ensino fundamental, em virtude de suas deficiências e; a aceleração de estudos aos superdotados para conclusão do programa escolar. Também define, dentre as normas para a organização da educação básica, a “possibilidade de avanço nos cursos e nas séries mediante verificação do aprendizado” (art. 24, inciso V) e “[…] oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos e exames” (art. 37). Em sendo assim, a alternativa “E” está correta e, portanto o gabarito deve ser mantido. CONCLUSÃO: RATIFIQUE-se o gabarito preliminar.

 

Só que nitidamente o item IV está na LDB na Seção da Educação de Jovens e Adultos!

Art. 59. Os sistemas de ensino assegurarão aos educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação: (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013)

I – currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e organização específicos, para atender às suas necessidades;

II – terminalidade específica para aqueles que não puderem atingir o nível exigido para a conclusão do ensino fundamental, em virtude de suas deficiências, e aceleração para concluir em menor tempo o programa escolar para os superdotados;

III – professores com especialização adequada em nível médio ou superior, para atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração desses educandos nas classes comuns;

IV – educação especial para o trabalho, visando a sua efetiva integração na vida em sociedade, inclusive condições adequadas para os que não revelarem capacidade de inserção no trabalho competitivo, mediante articulação com os órgãos oficiais afins, bem como para aqueles que apresentam uma habilidade superior nas áreas artística, intelectual ou psicomotora;

V – acesso igualitário aos benefícios dos programas sociais suplementares disponíveis para o respectivo nível do ensino regular.

Já na Seção V da LDB que trata sobre Educação de Jovens e Adultos há o seguinte:

Art. 37. A educação de jovens e adultos será destinada àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos nos ensinos fundamental e médio na idade própria e constituirá instrumento para a educação e a aprendizagem ao longo da vida. (Redação dada pela Lei nº 13.632, de 2018)

§ 1º Os sistemas de ensino assegurarão gratuitamente aos jovens e aos adultos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos e exames.

Fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm 

 

15. Em conformidade com o que estabelece a Resolução nº 100/2016/CEE, analisar a sentença abaixo:

O Atendimento Educacional Especializado (AEE) deve ser disponibilizado na rede regular de ensino, com o objetivo de complementar o processo de aprendizagem, configurando-se como reforço escolar (1ª parte). A Educação Especial deve ser entendida como modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino para o atendimento das necessidades educacionais especiais de alunos com deficiência, transtorno do espectro autista, transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e altas habilidades/superdotação (2ª parte). O atendimento em classe caracteriza-se pela intervenção do profissional da Educação Especial no mesmo período de frequência, para todos os alunos matriculados no ensino regular, mesmo que não tenham necessidades educacionais especiais (3ª parte).

A sentença está:

a) Correta somente em sua 1ª parte.

b) Correta somente em sua 2ª parte.

c) Correta somente em sua 3ª parte.

d) Correta somente em sua 1ª e 3ª parte.

e) Totalmente correta.

Gabarito definitivo B. 

VII. Atendimento Educacional Especializado (AEE), disponibilizado na rede regular de ensino, no contra turno, com o objetivo de complementar ou suplementar o processo de aprendizagem dos alunos especificados nesta Resolução, não configurando como ensino substitutivo nem como reforço escolar.

Art. 1º Entende-se por educação especial, para os efeitos desta Resolução, a modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino para o atendimento das necessidades educacionais especiais de alunos com deficiência, transtorno do espectro autista, transtorno de déficit de atenção/hiperatividade e altas habilidades/superdotação.

Art. 2º As mantenedoras das escolas de educação básica do Sistema Estadual de Ensino deverão disponibilizar Serviços Especializados em Educação Especial, quando necessário:
§ 1° Atendimento em Classe – AC, caracterizado pela intervenção do profissional da educação especial no mesmo período de frequência no ensino regular dos alunos especificados nesta Resolução.

I. Intérprete da Libras – disponibilizado aos alunos com surdez usuários da Libras, com fluência na Libras;

II. Professor Bilíngue – disponibilizado aos alunos com surdez usuários da Libras como 1ª língua, sem fluência;

III. Guia Intérprete – disponibilizado para alunos com surdocegueira;

Fonte: http://www.fcee.sc.gov.br/informacoes/legislacao/legislacao-especifica-da-educacao-especial/775-resolucao-100-2016-cee-sc/file

 

16. Em conformidade com o Ministério da Educação, quanto ao currículo escolar, analisar os itens abaixo:

I. A aprendizagem escolar está diretamente vinculada ao currículo, organizado para orientar, dentre outros, os diversos níveis de ensino e as ações docentes.

II. É central para a escola e associa-se à própria identidade da instituição escolar, à sua organização e funcionamento e ao papel que exerce, a partir das aspirações e expectativas da sociedade e da cultura em que se insere.

III. É construído a partir do projeto político pedagógico da escola e viabiliza a sua operacionalização orientando as atividades educativas, as formas de executá-las e definindo suas finalidades.

Está(ão) CORRETO(S):

a) Somente o item II.

b) Somente o item I e II.

c) Somente o item I e III.

d) Somente o item II e III.

e) Todos os itens.

Gabarito definitivo E.

A aprendizagem escolar está diretamente vinculada ao currículo, organizado para orientar, dentre outros, os diversos níveis de ensino e as ações docentes.

É central para a escola e associa-se à própria identidade da instituição escolar, à sua organização e funcionamento e ao papel que exerce – ou deveria exercer – a partir das aspirações e expectativas da sociedade e da cultura em que

Nessa concepção, o currículo é construído a partir do projeto pedagógico da escola e viabilizam a sua operacionalização, orientando as atividades educativas, as formas de executá-las e definindo suas finalidades. Assim, pode ser visto como um guia sugerido sobre o que, quando e como ensinar; o que, como e quando avaliar.

Fonte: https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/o-curriculo-escolar/18081

 

17. Segundo o Instituto Rodrigo Mendes, trata-se de um modelo prático que visa ampliar as oportunidades de desenvolvimento de cada estudante por meio de planejamento pedagógico contínuo, somado ao uso de mídias digitias. O conceito expresso refere-se a:

a) Desenho universal.

b) Tecnologia asssitiva.

c) Adaptações curriculares.

d) Acessibilidade.

e) Adaptação razoável.

Gabarito definitivo A. 

Resumindo, o DUA se trata de um modelo prático que visa ampliar as oportunidades de desenvolvimento de cada estudante por meio de planejamento pedagógico contínuo Site externo, somado ao uso de mídias digitais. Seus autores apoiaram-se em extensivas pesquisas sobre o cérebro humano para estruturar o modelo.

Fonte: https://www.diversa.org.br/artigos/o-que-e-desenho-universal-para-aprendizagem

 

18. De acordo com Veiga in Portal da Educação, em relação ao Projeto Político-Pedagógico, assinalar a alternativa que preenche a lacuna abaixo CORRETAMENTE:

O projeto busca uma direção, um caminho a ser seguido. Ele é um(a) _______ com um compromisso definido coletivamente, pela comunidade escolar na busca da sua identidade. Ele é compreendido como plano global da instituição ou o projeto educativo, um instrumento teórico-metodológico, cuja finalidade é construir para a organização do conhecimento escolar.

a) elemento político-partidário

b) diretriz utópica

c) tarefa burocrática

d) ação intencional

e) instrumento de fiscalização

Gabarito definitivo D.

O projeto, de acordo com Veiga (2004), não é algo que é construído e em seguida arquivado ou encaminhado às autoridades educacionais como prova do cumprimento de tarefas burocráticas, mas sim vivenciado em todos os momentos e por todos os envolvidos com o processo educativo da escola. O projeto busca uma direção, um caminho a ser seguido. Ele é uma ação intencional com um compromisso definido coletivamente, pela comunidade escolar na busca da sua identidade. Ele é compreendido como plano global da instituição ou o projeto educativo, um instrumento teórico-metodológico, cuja finalidade é construir para a organização do conhecimento escolar.

Fonte: https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/idiomas/projeto-politico-pedagogico-na-perspectiva-da-inclusao/28494

 

19. Segundo SCHMIDT, quanto às características centrais do autismo, marcar C para as afirmativas Certas, E para as Erradas e, após, assinalar a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

(   ) A integração entre as habilidades de comunicação verbal e não verbal tende a estar sincronizada ou corrente.

(   ) A abordagem social se apresenta de forma idiossincrática.

(   ) A conversação tende a se mostrar deficitária em qualidade e fluência, em vritude, especialmente, da redução do compartilhamento de interesses, emoções e afetos.

(   ) A fala, movimentos motores ou uso de objetos se apresentam de forma estereotipada ou repetitiva, incluindo estereotipias motoras, ecolalia, até o clássico comportamento de alinha brinquedos ou girar objetos.

a) C – C – E – E.

b) E – C – E – C.

c) E – E – C – C.

d) C – E – C – E.

e) E – C – C – C.

Gabarito definitivo E.

“idiossincrático”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.  

1. Relativo a idiossincrasia.

2. Que possui ou revela características distintivas dos demais (ex.: artista idiossincrático).

Fonte: https://dicionario.priberam.org/idiossincr%C3%A1tico

 

20. Segundo a conceituação de deficientes estabelecida pelo Ministério da Educação in MENDES, BUENO e SANTOS, analisar os itens abaixo:

I. Deficiência auditiva é a perda total ou parcial, exclusivamente congênita, da capacidade de compreender a fala por intermédio do ouvido.

II. Deficiência física é a variedade de condições não sensoriais, que afetam o indivíduo em termos de mobilidade, de coordenação motora geral ou da fala, como decorrência de lesões neurológicas, neuromusculares e ortopédicas ou ainda, de malformações congênitas ou adquiridas.

III. Deficiência visual é a redução ou perda total da capacidade de ver com o melhor olho e após a melhor correção ótica, manifesta-se como cegueira: representa à perda total ou resíduo mínimo da visão, que leva o indivíduo a necessitar do método Braille como meio de leitura e escrita, além de outros recursos didáticos e equipamentos especiais para a sua educação.

Está(ão) CORRETO(S):

a) Somente o item II.

b) Somente o item I e II.

c) Somente o item I e III.

d) Somente o item II e III.

e) Todos os itens.

Gabarito definitivo D.

O conceito mais usualmente empregado para designar as pessoas com deficiência auditiva é a perda total ou parcial, congênita ou adquirida, da capacidade de compreender a fala através do ouvido. Fonte: https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao-fisica/conceitos-e-tipos-de-surdez/28046

Deficiência física é a variedade de condições não sensoriais que afetam o indivíduo em termos de mobilidade, de coordenação motora geral ou da fala, como decorrência de lesões neurológicas, neuromusculares e ortopédicas, ou, ainda, de malformações congênitas ou adquiridas. Fonte: https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/deficiencia-fisica/18116

Deficiência visual é a redução ou perda total da capacidade de ver com o melhor olho e após a melhor correção ótica. Manifesta-se como: cegueira: perda da visão, em ambos os olhos, de menos de 0,1 no melhor olho após correção, ou um campo visual não excedente a 20 graus, no maior meridiano do melhor olho, mesmo com o uso de lentes de correção. Sob o enfoque educacional, a cegueira representa a perda total ou o resíduo mínimo da visão que leva o indivíduo a necessitar do método braille como meio de leitura e escrita, além de outros recursos didáticos e equipamentos especiais para a sua educação. Fonte: https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/educacao/deficiencia-visual/18067

 


Gabarito Oficial: dia 16/12/19 a partir das 14 horas no site da Objetiva Concuros.

Distribuição das notas nas questões

Conhecimentos Gerais (CG): 10 questões sendo 3 pontos por questão (Total CG 30 pontos)
Conhecimentos Específicos (CE): 10 questões sendo 6 pontos por questão (Total CE 60 pontos)

Notas mínimas

  • Conhecimentos específicos: 6 questões.
  • Conhecimentos gerais: 3 questões.
  • Mínimo de 60% da nota da prova.

Como LER MAIS RÁPIDO Sem Deixar De Entender o Que Leu?

Se você busca resposta para essa pergunta, receba o E-book LEITURA EFICIENTE no seu E-mail!

100% livre de spam.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!